7 anos

Pequenos trechos da nossa vida diária

Barra

Eu já estava exausta e falando bem alto para todos da casa ouvirem perguntei: – onde será que eu coloquei aquela pasta azul com os papéis que eu preciso? Já procurei nas gavetas, no armário, no guarda-roupas. Onde mais alguém colocaria uma pasta destas?

– no carro – respondeu Milena com naturalidade.

A pasta estava no carro mesmo. 🙂

mi3

A estereotipia (movimento sem função) da Milena é um estremecimento do corpo todo com a boca abrindo, mãos e perna direita esticada, muito estranho.

Ela, sentada na cama com o computador no colo vendo seus vídeos e fazendo estereotipia e eu chamando a atenção o tempo todo. Até que perguntei: – por que você faz tanta estereotipia, menina?

A resposta veio rápida e objetiva:

-Porque eu gosto.

mi6

De manhã preguiçosa, não queria levantar da cama e me pediu para deitar com ela. Depois de muito chamego, beijos e declarações de amor eu disse que a esperaria lá na cozinha, pois estava com pressa, blá,blá,blá…

Ela com a entonação mais doce que já ouvi de um ser humano e com um sorriso delicado:

– Ah! fica só mais um pouquinho, fica!

mi

Outro dia teve apresentação da música. Ela muito ansiosa, pediu para ligar pra minha mãe, hábito nosso pois falo da graça com ela e Milena às vezes fica quase uma hora conversando “fiado” com a avó. Deixei as duas falando e quando cheguei no quarto ouvi o final da conversa:

– Você tem que ver Milena tocar, vovó!

– Mamãe passa aí e pega você de carro.

– Depois mamãe leva você de novo para sua casa, vovó. Você pode arrumar agora que a gente já vai.

Eu, incrédula fiquei parada ouvindo. Ela desligou o telefone e decretou: – Mamãe, antes de ir pra Tia Jane, tem que pegar minha avó que ela vai também.

Eu liguei para confirmar e minha mãe disse como quem não tem outra escolha: – que jeito minha filha, não tem argumento que convença essa menina eu disse que estava cansada ela falou que era rápido, eu disse que não tinha quem me levasse ela disse que você me buscava… Tenho que ir.

Neste dia ela esperou as dezesseis apresentações sentada, quando chamaram o nome dela, se levantou sozinha foi até o palco, sentou-se ao piano, posicionou a mãozinha e tocou os dois acordes que a professora ensinou no tempo certo, junto com a professora maravilhosamente. Linda! Uma pena que eu perdi o vídeo que fiz 🙁

Recital3

Depois de vermos a apresentação de balé da amiguinha Dani, saímos do teatro entre fotos, pais se parabenizando, tumulto e todos nós falando muito de como tudo estava lindo, etc.

Na primeira pausa dos adultos tagarelas, Milena se dirige à Dani:

-Dani,você dançou lindo!

Era só isso que a gente tinha que ter dito, né?

mi7

Eu só lamento não ter uma boa memória para lembrar das coisas lindas, ternas e doces que Milena fala revelando o quanto ela realmente percebe do mundo e o quanto ela é sensível e meiga.

Eu me orgulho muito do trabalho que temos feito, buscando entender tudo o que ela expressa, traduzindo o mundo para ela e ela para o mundo. Ainda assim, vendo os intermináveis vídeos que fazemos desde que ela era bebê eu vejo como ela se expressava e eu não sabia “ler”. Eis o valor da experiência, né?!

Fico por aqui, um grande abraço a todos e não se esqueçam que eu respondo aos comentários na própria caixa de comentários, ok?

Luz e Paz em seu caminho! Obrigada!

Post anterior Próximo post

Você também vai gostar

Deixe seu comentário!

avatar
  Subscribe  
Me envie notificações de