Informe-se sobre o autismo

Algumas mães me escrevem pedindo auxílio para situações com seus filhos com autismo. Para mim é uma honra e uma enorme prazer ser procurada, afinal foi trocando ideias na lista autismo do Yahoo groups que eu consegui me situar em relação a muitos comportamentos da Mi. Eu gostaria de ajudar, de estar presente e de perto poder buscar as estratégias, mas nem sempre é possível, então eu apenas escrevo e fico com a sensação estranha de que poderia ter feito mais.

Toda pessoa que é responsável por alguém com autismo deveria ler muito sobre autismo, a informação é tudo e é muito difícil a gente diferenciar o que é do autismo e o que é da pessoa. A troca de experiência com outros pais é muito importante, por isso eu me juntei a outras mães e fundamos o instituto, nas reuniões mensais, você pode ouvir gente que vive o mesmo que você. Não se pode encontrar na rua alguém que o filho também enfileirava objetos, ou que cheira tudo antes de comer, ou ainda alguém que tem a mania de arremessar objetos. Alguém que abrace muito e ainda assim não goste de ser abraçado, alguém que seja muito inteligente para montar quebra-cabeças complicadíssimos, mas que não consiga escrever o próprio nome aos sete anos. Só mesmo quem passa por isso para poder nos acolher.

Ou então corremos o risco de após um longo desabafo ouvirmos aquela frase de consolo: toda criança é assim, isso vai passar, com o tempo ela aprende… não fica assim não…

Eu não gosto destas frases vazias e desprovidas de compreensão, não sinto raiva da pessoa que as diz, apenas elas não me consolam, não me dizem nada, embora eu entenda que para quem não vive a experiência, fica difícil dizer alguma coisa. Por isso, para quem vem até o Mundo da Mi e entra em contato comigo, eu gostaria de dizer que talvez eu não esteja te ajudando como eu gostaria, mas pelo menos você pode ter certeza que eu te entendo, sei como é para você olhar para o seu filho com um misto de orgulho por ele ser tão especial e medo em relação a seu futuro. Sei como é rezar para que Deus não te leve da vida, porque você acha que é a única pessoa que entende seu filho completamente e que sem você ele estará completamente perdido. Eu sei o que passa no seu coração quando vê seu filho se aproximar de outras crianças e ficar “orbitando” ali em volta, esperando ser aceito tal qual ele é e sem ter a malícia para se safar de situações constrangedoras. O que de melhor posso te oferecer é exatamente a minha total compreensão.

Para finalizar quero apenas contar que Milena está tomando Ritalina desde o início de agosto e apesar de estar muito mais agitada, pulando muito, ela também está mais concentrada. Vamos torcer pela melhoria na aprendizagem.

Defendi minha monografia (Psicopedagogia) e meu trabalho sobre autismo foi muito, muito elogiado, quem se interessar entre em contato que envio por e-mail.

Beijos carinhosos em todos os corações que me visitam, fiquem em paz!

Post Anterior Próximo Post

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe seu comentário