6 anos

De volta à escola

Neste dia 02/02 Milena pulou da cama como quem se lembra de algo muito importante e veio até onde eu estava perguntando:

– mamãe, lélis foi embora?

Eu sem entender respondi:

-Bom dia minha filha! Quem é lélis minha linda? Mamãe não entendeu

E Milena que pode até não ter maturidade na linguagem, mas em comunicação está super bem, se fez entender:

-lélis… Menêna tem ecóla hoje, aula?

Aí eu entendi o que ela queria dizer com “lélis foi embora”, só queria saber se as férias tinham terminado. Ficou muito feliz com o retorno à escola!!!

Um comportamento da Milena que tem sido encarado por nós como mais um desafio a vencer, é o desejo por objetos de outras pessoas. Já comentei aqui sobre as borrachinhas de cabelo, pois bem, agora ela quer o celular da madrinha, o batom de algumas mulheres,a caneta, o shampoo da Tia Flora, o relógio da vovó e por aí vai… Ela fica transtornada quando não consegue e fala sobre o objeto o tempo todo.

Ano passado sofremos com o estojo da Marcela, um doce de menina, que estuda na sala da Mi, ela queria o bendito estojo e ficava obcecada por isso sua acompanhante deu de presente o mesmo estojo só que com um compartimento apenas, o da garotinha tinha dois, e ela não se convenceu, queria o “tojo Macéla”. Este ano eu liguei para a mãe da Marcela e perguntei onde e qual modelo de mochila, merendeira, estojo que ela havia comprado e para o desgosto do meu bolso ela me contou que compraram tudo da Barbie castelo de diamantes… Ahh!!! Além de ter que procurar muito, ainda levei um susto na hora de pagar. Bonitinho foi ver a Marcela comentar quando eu lhe contei que tudo da Milena era igual ao dela: – Ai tia, esta é minha última mochila… e com a mãozinha na testa com um ar de preocupada acrescentou com ênfase:- caríssima!!! Eu só suspirei:- eu que o diga!

Milena não liga, não relaciona estas coisas de marca. Ela quer alguma coisa e pronto, não importa a marca, ela nem sabe direito o nome de personagens da moda e se não fosse o fato dela querer tudo igual ao da amiga, eu teria comprado tudo o mais simples possível, mas como diz o comercial: tranquilidade o ano todo… não tem preço!

E pra finalizar ela estava no carro e pediu:- ela tem que levar garrafinha mamãe. Eu me lembrei que estava na lista de material garrafinha para água e disse: – vou comprar Milena. Ela na mesma hora acrescentou:- não cômpa mamãe, minha casa já tem.

Eu amo cada um destes diálogos com minha filha, pois eu vivi estes anos na expectativa de como seria, se algum dia teria este “bate e volta” esta rede relações sendo feitas dentro do contexto. Estou encantada com tudo isso que estamos conquistando.

Um abraço a todos e mais uma vez, obrigado por sua visita!

Post anterior Próximo post

Você também vai gostar

Deixe seu comentário!

Seja o Primeiro a Comentar!

Me envie notificações de
avatar