6 anos

Finalmente, fim das férias!

Quando as férias escolares chegarem ao fim, sou eu quem vai precisar de férias maternas!

Gente, não tem sido fácil conviver com a ansiedade desta pequena, ela mesma tem me dito: “Mamãe, hoje nenêna não tem félis, hoje tem casinha branca (escola), viu mamãe, certo?”. Como ela tem atividades o tempo todo, a falta desta rotina corrida, tem feito com que ela nos cobre atenção e distração.

Só que ela tem uma forma peculiar de se ocupar, precisa estar acompanhada de preferência de um adulto que a acolha e entenda. Ou seja, sobra para a mamãe que tem que estar a todo momento ao seu alcance, seja se distraindo na banheira, na frente da TV, no computador visitando um site infantil ou vendo vídeos no YouTube, em cada atividade que conseguimos inventar ela permanece por breves minutos e mesmo assim solicita: “Mamãe judá ela!”.

Desenvolvimento motor

Milena tem uma grande defasagem do desenvolvimento motor, ela frequentemente se desequilibra ou fica insegura em terrenos irregulares ou em locais que exigem equilíbrio. Nestes momentos, grita: “Ela ta pêsa (é engraçado a associação que ela faz, não conseguir sair sozinha é o mesmo que estar presa)”.

Quando vai contar para alguém alguma coisa que aconteceu ou vai acontecer diz que ela vai para a natação, ela foi ao parque. E conta tuuudo. É a maior fofoqueira que conheço, quando alguém usa algo de outra pessoa então! Ela fofoca mesmo: “Tia, mamãe pegou seu lolô (telefone)”, “Mamãe falou, vovó”, “Mamãe falou tudo (tudo e muito são a mesma coisa)”, “Papai, titia “didigiu” seu carro cinza!”.

Milena e seu jeito incomum de falar

Outra coisa muito divertida é sua mania em falar as palavras de forma atrapalhada, agora mesmo chegou me pedindo para limpar seu narizinho que estava escorrendo devido a uma alergia: “Pímpa mamãe, ta socorrendo!”.

E assim ela fala: Cubunça (bagunça), chacorreira (cachoeira), murrá (arrumar). Apesar de falar de forma tão incomum, ela tem se esforçado cada vez mais para falar corretamente e em alguns momentos me surpreende com uma nova palavra dita sem nenhum erro e dentro do contexto. É em momentos assim que constato o quanto ela tem a exata percepção de suas peculiaridades e o como se esforça por se “corrigir”.

É impressionante que nem tendo um blog falando só de Milena seja suficiente para descrever todo seu jeito de ser e agir tão especiais. Cada indivíduo é o conjunto de uma rica combinação de diferentes características e quando esse mosaico se mostra tão claramente sem o verniz social que, infelizmente, já encontramos até mesmo em muitas crianças, nos espantamos com tanta riqueza e diversidade. É por isso que as pessoas com Autismo me encantam com sua originalidade.

Um forte abraço a todos os visitantes queridos deste espaço especial.

Post anterior Próximo post

Você também vai gostar

Deixe seu comentário!

avatar
  Subscribe  
Me envie notificações de