Relatorio diário de acompanhamento na escola de Milena

Comportamento:

“Milena interagiu bastante hoje, ia atrás dos colegas, estava comunicativa. Fixação pelo batom da colega.”

——————————————

“Milena estava contente, bastante sorridente. Cantava e dançava quando não tinha outra atividade. Não olhava nos olhos quando conversava, era preciso pedir para ela olhar.”

——————————————

“Milena estava agitada, levantava toda hora de sua carteira, mesmo quando fazia atividade. Manteve um bom diálogo comigo mas não conversou com seus colegas.”

——————————————

“Estava bastante resistente a ordens hoje, interagiu bem com os colegas, mas apresentou apego intenso a objetos (caneta, batom) o que atrapalhou na realização das atividades.”
——————————-

Estes são alguns trechos da introdução dos relatórios que recebo diariamente da acompanhante da Milena na escola. Antes, nas outras escolas, não tínhamos esta pessoa e sabíamos inclusive por outros coleguinhas que ela não parava dentro de sala. Ficava pela escola, entrando em todas as salas, andando pelo pátio e apenas realizava algumas atividades com sua turma. Ainda hoje, vemos que ela tem dificuldades de aprendizagem bem importantes, imagine então se não tivéssemos tomado a decisão ou se não tivéssemos como contar com este apoio individual? A escola seria apenas um espaço de socialização.

Cada criança com transtorno do espectro do autismo é única, cada caso é um caso, mas para Milena com padrões de comportamento tão variáveis, ter uma pessoa a seu lado durante todo o horário fez uma enorme diferença.

Em casa também sinto esta variação de atenção/comportamento e tento buscar na dieta ou nos acontecimentos do dia o que pode ter causado agitação, alheamento, euforia. Sempre acabo descobrindo o que me traz uma grande experiência no assunto.

É por isso que eu brinco sempre: sou especialista em autismo, no autismo da Milena.

Um grande abraço a todos, obrigada pela visita e que haja muita luz em sua vida.

Post Anterior Próximo Post

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe seu comentário