5 anos

Festa Junina

O ser humano é fantástico! Não bastasse a máquina maravilhosa de que dispomos (o corpo humano), ainda temos mente e coração que nos trazem singularidades como marcas exclusivas. Somos únicos no universo! Olhamos uma multidão em Pequim ou um mega estádio preenchido por um “mar” de gente e nos espantamos em constatar: ninguém aqui é igual.

Ainda que estejamos em um mesmo ambiente, com atitudes que obedeçam ao senso comum, somos ainda assim, únicos. Se refletirmos sobre isso veremos que é maravilhoso que assim seja. Não se compara uma peça saída de uma linha de produção, padronizada, igual a muitas, com uma peça única nascida do talento de um artesão.

Mesmo pensando assim, mesmo tendo a sensibilidade para enxergar as diferenças como algo natural e positivo, sempre me pego esperando pela “normalização” da minha filha. Mas confesso que me ajusto internamente a tempo de valorizar as grandes conquistas com que a seu jeito ela nos presenteia.

Festividades na escola

CaipirinhaA festa junina da escola foi linda. Organizada e com a alegria de todos estampada no rosto. A escola, que até então não tem tradição inclusiva, pode dar aula sobre o assunto. Milena é apenas mais uma aluna, tratada com o carinho e o respeito com que tratam a todos. Aquele natural protecionismo que eu já vi acontecer, nesta escola não existe. Ainda bem pra Milena, ponto pra escola.

Minha princesa estava linda, claro. Alegre e com a expectativa em alta a semana toda. Mas ficou assustada com o barulho, com a grande agitação do local. Ficou perguntando por sua acompanhante Gabriela e enquanto ela não chegou Milena não conseguiu olhar de verdade para nada. Depois disso ela aproveitou melhor a festa e, na hora da dança, participou ainda que assustada: mãozinha fechada e passinhos tímidos, mas era evidente que sabia a coreografia.

Quando terminou a apresentação me peguei pensando que no ano que vem será melhor. Mas logo a sensatez falou mais alto e agradeci a Deus pela bênção de ter Milena tão bem e feliz! Ela não precisa “melhorar” nada. Precisa, sim, ser feliz. Assim como estava na festa, do seu jeito, tão especial, tão linda.

Deixo pra vocês conferirem. Beijos a todos.

Post anterior Próximo post

Você também vai gostar

Deixe seu comentário!

avatar
  Subscribe  
Me envie notificações de