Três crianças pequenas de costas escolhem o brinquedo que vão brincar.
5 anos, Férias

Brincar

Estas férias estão sendo cansativas. Mas apesar de exausta, estou adorando tanta dinâmica. Dentre as atividades que consegui arranjar para passar o tempo sem deixar de lado a estimulação da Milena está a brincadeira com as amigas.

Ana Vitória e Bia, além da prima Bianca, estão vindo à nossa casa brincar com a Mi. Não me descansam nem um pouco, inventam mil solicitações por minuto mas minha filha fica tão feliz que compensa a trabalheira.

Eu fico de longe observando quando posso, Milena está sempre junto mas participa pouco. Está sempre à margem, olhando de longe a gente até acredita que ela está ativa na brincadeira. Quando as meninas fazem de conta ela até embarca um pouco neste jogo de imaginação, mas por um curtíssimo tempo e vai se posicionando ao lado, devagar. Mas se alegra muito em estar ali e me pede quase todo dia com o telefone na mão, para ligar para a “totóla para cár (brincar) com nenêna”.

Outra atividade que está “salvando a pátria” nestas férias é a natação. Ela pede para ir nadar o dia todo, aí explico que tem que esperar dar a hora. A primeira vez que expliquei que tínhamos que esperar dar a hora, ela de pé ao meu lado, olhou pra cima, olhou pro lado e após três segundos me disse: “ponto, pelêi”!

Vocabulário Milenês

Outra delícia do seu linguajar tem sido o VIU. Ela termina a maioria de suas frases assim:

– Mamãe nêna dúda (ajuda) mamãe viu?

– Vô fazê xixi viu?

E para completar, algumas pérolas do vocabulário Milenês que para mim é uma delícia, uma maravilha de conquista que não canso de admirar (e corrigir devagar, sem censura).

  • Márra = arruma, ajeita, dobra as peças de roupa…
  • Férre = serve (mania de querer roupas ou calçado de outras pessoas e quando dizemos que não serve ela veste e afirma cheia de razão: “férre, viu?”).
  • Tá bita = está bonita (além de achar que serve, ela acha que tá linda com a blusa da mãe e o sapatão do pai). 🙂
  • Não chujo, tá pipíno = Não está sujo, está limpinho (ela detesta sujeira e quando derrama algo e dizemos que está sujo ou molhado ela fala que “não molô, não chujô, tá pipino”).

É isso. Na divertida fase da descoberta da fala em que a qualidade da comunicação melhora a cada dia, ter a mãe intérprete por perto sempre ajuda. Mas a maioria das pessoas já entendem Milenês. Sendo que as maiores tradutoras são as vovós, a titia, a madrinha, a Tatá e, claro, a Ana Vitória, a amiguinha de cinco anos da Mi que é um misto de anjo da guarda.

A todos vocês um grande abraço e muito obrigada pela visita.

Post anterior Próximo post

Você também vai gostar

Deixe seu comentário!

avatar
  Subscribe  
Me envie notificações de