Flores pequenas azuis.
3 anos

A descoberta do Autismo


*Use fones de ouvido para escutar melhor o áudio.

Quando descobri que minha terceira filha tinha um Transtorno Invasivo do Desenvolvimento com Sinais de Autismo meu mundo desabou. Mas agora vejo que, nestes breves 03 anos de sua existência, Milena me trouxe valores que deram um outro significado à minha vida e me fez uma pessoa melhor.

Me fez ENXERGAR AS DIFERENÇAS E RESPEITÁ-LAS

Com minha filha passei a frequentar clínicas de fisioterapia, consultórios neurológicos, laboratórios… Nesses lugares vi pessoas e crianças com todo tipo de desordem: problemas motores graves, doenças degenerativas. Percebi o quanto esses indivíduos lutam com garra para viver. Como se esforçam para realizar o mínimo movimento. A pena que eu sentia antes se transformou em admiração e respeito.

Me fez ser MAIS PACIENTE

Quando minha filha começou a apresentar atraso no seu desenvolvimento eu me pegava ansiosa para que ela aprendesse logo; Que engatinhasse logo; Que andasse logo! E ela em seu ritmo tão peculiar me fez ver que a espera é importante e que esperar não significa necessariamente acomodar. Me ensinou que cada um tem seu próprio tempo. E que o sabor das conquistas que chegam após uma espera é infinitamente melhor.

Me fez ser MENOS VAIDOSA E SUPERFICIAL

Me lembro de quando a oftalmologista indicou o tratamento com o uso do tampão o máximo de horas por dia para o estrabismo de minha filha, me peguei ansiosa para que acabasse logo, era tão feio colocar aquilo no rostinho rechonchudo do meu bebê… alguns dias depois e tudo começou: neurologista, exames, fisioterapia, problemas de saúde, E quando cruzava com alguém na rua que dizia: “coitadinha ela usa tampão?!” Eu ria da afirmação e pensava o quanto era insignificante o uso daquele tampão.

Me fez MAIS TOLERANTE

Sempre me julguei tolerante e justa. Mas quando via alguma criança dando birra em um local público afirmava, senhora de mim, o quanto aquela mãe era negligente… Não era capaz de reconhecer o quão preconceituosa eu era. Com minha filha pude sentir o olhar do preconceito caindo sobre mim e pior ainda sobre ela quando, em algumas situações, seu comportamento difere do padrão social esperado. Ou quando é minha vez de vivenciar as cenas de birra em público. Hoje sei um pouco melhor o quanto o preconceito é doloroso. Aprendi a olhar as coisas com um pouco mais de profundidade e a julgar qualquer situação com valores mais humanos.

Milena ainda me trouxe outras dádivas. A garra para lutar, a perseverança para vencer os obstáculos, a clareza de metas e objetivos. E muitas outras qualidades que elegi como fundamentais companheiras nesta jornada tão especial. De fato sou uma pessoa melhor do que era e com a certeza do quanto ainda tenho por melhorar.

Próximo post

Você também vai gostar

1
Deixe seu comentário!

avatar
1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
0 Comment authors
Recent comment authors
  Subscribe  
mais novo mais antigo mais votado
Me envie notificações de
trackback

[…] A descoberta do Autismo […]